06/09/2011
Moradores de Entre Rios ainda aguardam posição da Prefeitura sobre asfalto
Os moradores do distrito de Entre Rios ainda estão aguardando uma posição oficial da Prefeitura de Guarapuava sobre o péssimo estado do asfalto na localidade. No último dia 31 de agosto, o MP solicitou informações à Prefeitura sobre o recape asfáltico em Entre Rios.

Os moradores do distrito de Entre Rios ainda estão aguardando uma posição oficial da Prefeitura de Guarapuava sobre o péssimo estado do asfalto na localidade. No último dia 31 de agosto, o MP solicitou informações sobre o recape asfáltico em Entre Rios.

De acordo com Márcio de Serqueira, um dos líderes da comunidade, a administração ainda não deu qualquer satisfação ou atenção à comunidade sobre as reivindicações. “Estamos contando com a ajuda da Justiça, pois os moradores já não têm mais esperanças que esse recape seja feito se não for através de terminação judicial”, destaca Márcio.


A comunidade de Entre Rios protocolou no último dia 1º de julho, um pedido de audiência no Ministério Público, na 8ª Promotoria – dos Direitos Constitucionais –, para apresentar as reivindicações da população e buscar soluções para os problemas que estão se acumulando na localidade. Conforme Márcio, a prioridade no momento é a recuperação do trecho asfáltico. “Os moraores continuam tapando os buracos maiores com terra, mas a cada chuva essa terra vira lama e vai embora. Aí tem que é feito tudo de novo. Há locais intransitáveis. A situação está lamentável. Toda a comunidade está perdendo, pois os turistas e outros visitantes já estão se afastando de Entre Rios pelo péssimo estado das ruas”, diz Márcio.

De acordo com Márcio, desde abril de 2010 até hoje (06/09/2011), a administração municipal realizou apenas duas vezes a limpeza das vias urbanas e apenas uma vez a manutenção da malha viária do distrito de Entre Rios.

De acordo com a assessoria de imprensa do Ministério Público, a 8ª Promotoria ainda está aguardando as informações da Prefeitura de Guarapuava. A solicitação foi realizada no dia 31 de agosto, com prazo de 15 dias para o retorno.

COMENTÁRIOS