30/01/2013 14:38:56

Caso Carli Filho: "Esse julgamento será um divisor de águas", diz Yared



“Esse julgamento será um divisor de águas, cria jurisprudência. A sociedade não suporta mais esse tipo de atitudes em que alguns se consideram acima de todos e saem por aí matando. De tanto a sociedade chorar e clamar agora temos a tolerância zero. Ou as autoridades arrocham ou vamos continuar criando instituto para atender familiares de vítimas”. A declaração foi feita à REDE SUL DE NOTÍCIAS pela presidente do Instituto Paz no Trânsito, Christiane Yared, nesta quarta-feira (30), após receber a decisão do juiz Daniel Ribeiro Surdi de Avelar, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, determinando que Carli Filho vá a júri popular. Christiane é mãe do jovem Gilmar Rafael Yared, que morreu junto com Carlos Murilo de Almeida, no acidente provocado pelo ex-deputado.
“O juiz está cumprindo a lei e atitudes como essa deveriam acontecer em todo o Brasil. De acordo com Christiane, somente nos últimos três anos, mais de 180 mil pessoas morreram sendo vítimas de crimes no trânsito. Esses assassinos precisam ser punidos ou então continuaremos lavando com lágrimas o sangue derramado”, afirma.

A dor da mãe que perdeu o filho aumenta com declarações feitas pela defesa do réu. “O advogado Renê Dotti, que defende Carli Filho, disse que meu filho foi irresponsável. Meu filho não tinha álcool no sangue, não estava com a carteira de habilitação cassada, nem dirigia com excesso de velocidade e ainda é chamado de irresponsável? O que nos chama a atenção é que a defesa se propõe a mentir para defender seu cliente”, desabafa.

Para Christiane, o agendamento do júri representa “uma vitória da justiça e da sociedade, pois estamos cansados de chorar, de clamar. Precisamos de tolerância zero. Ou arrochamos a lei ou vamos continuar criando institutos para atender famílias das vítimas”, alertou.

MATÉRIAS RELACIONADAS

Caso Carli Filho: “Não queremos vingança, queremos justiça”, diz Assad

Carli Filho vai a júri popular no dia 26 de março

COMENTÁRIOS







WHATSAPP: (42) 9858-6582
Envie flagras, denúncias, avisos e outros.

RedeSul de Notícias - Todos os Direitos Reservados
Permitida a reprodução de reportagens, desde que citada a fonte.

SERVIÇOS

Anuncie Expediente Telefones úteis Sugestões de Pauta Fale Conosco

EDITORIAS

AgroComunidadeCulturaEconomiaEducaçãoEsporte/LazerGeralObituárioPolíticaSaúdeSegurança/Justiça