04/02/2014 17:01:00

Guarapuava é referência no tratamento da hanseníase



A coordenadoria estadual do Programa de Combate à Hanseníase do Ministério da Saúde, escolheu Guarapuava como referência no tratamento da doença no Estado. A escolha só foi possível porque o Ambulatório Municipal de Pneumologia e Dermatologia Sanitária – AMPDS, da Secretaria Municipal de Saúde tem prezado pela qualidade no atendimento e tratamento dos pacientes de Guarapuava e Região.

Guarapuava passou a ser sede de treinamentos dos profissionais da área que trabalham com portadores da doença, com orientação das renomadas hansenologistas Ewalda Von Rosen Stahlke e Iara Rodrigues Vieira.

Com uma equipe  multiprofissional que conta com dermatologista, fisioterapeuta, psicóloga, assistente social, enfermeira e técnica em enfermagem, a AMPDS presta um atendimento diferenciado que resulta na diminuição de casos no município. Em 2013 foram registrados 20 casos em Guarapuava, cinco a menos do que em 2012.

Todos os pacientes contam com orientação psicológica, e tem a gratuidade dos medicamentos garantida. “O paciente de hanseníase não encontra o medicamento dele à venda, o Ministério da Saúde assegura a gratuidade do medicamento necessário, portanto, dizer que auxilia um portador de hanseníase para comprar o medicamento é um engano, uma inverdade”, assegura Elisa Midori Yamaguti Katayama, coordenadora da unidade ambulatorial que funciona no Consórcio Intermunicipal de Saúde de Guarapuava e Pinhão – Cisgap.

Em alguns casos também são fornecidas cestas básicas e vale-transporte durante o período de tratamento. Auxílio doença pelo INSS também pode ser solicitado através da AMPDS.

Pessoas que apresentem mancha diferente no corpo, que não muda de lugar e não incomoda devem procurar orientação médica imediata. A  hanseníase é uma doença grave, mas com tratamento garantido pelo serviço público de saúde. Vale lembrar que os medicamentos não estão à venda. “Quanto mais cedo o diagnóstico, maiores as chances de cura”, garante Elisa.

COMENTÁRIOS







WHATSAPP: (42) 9858-6582
Envie flagras, denúncias, avisos e outros.

RedeSul de Notícias - Todos os Direitos Reservados
Permitida a reprodução de reportagens, desde que citada a fonte.

SERVIÇOS

Anuncie Expediente Telefones úteis Sugestões de Pauta Fale Conosco

EDITORIAS

AgroComunidadeCulturaEconomiaEducaçãoEsporte/LazerGeralObituárioPolíticaSaúdeSegurança/Justiça