03/10/2017 19:03:00

REFLEXÕES
Solito no mas | Dartagnan da Silva Zanela
Professor, caipira, cronista e bebedor de café


(Foto: Reprodução)


(i)

O SUJEITO QUE NÃO É CAPAZ de ficar solito é uma personalidade deformada, um nada que necessita mortalmente do apoio de uma multidão, de pessoas similares a ele, pra não acabar se afogando em sua total nulidade existencial.

(ii)

NÃO ESPERE O MUNDO TORNAR-SE BOM para agir bem. Faça o bem para que o mundo não o inspire a se tornar uma pessoa má.

(iii)

APRENDER A SOFRER COM DIGNIDADE e amor é a chave para a felicidade. Crer que temos o direito de sermos felizes é o caminho certo para a mais abjeta e absoluta desventura.

(iv)

QUEM NÃO SABE E NÃO QUER APRENDER a ser e a sofrer pelos outros nunca compreendeu o que significa o santo sacrifício de Nosso Senhor no alto do madeiro da cruz.

(v)

O SER HUMANO É VISTO, PELOS DOUTOS da atualidade, como uma criaturinha de porcelana, que não pode ouvir um “A” atravessado que logo fica traumatizada pelo restante de sua insípida existência. Essa fórmula, de fato, é perfeita. Perfeita para gerar indivíduos egoístas e egocêntricos que imaginam que tudo o que existe no mundo, aí está para servi-los e atender a todos os seus desejos.

(vi)

TODA PUNIÇÃO QUE NÃO LEVE EM CONSIDERAÇÃO a dor impingida a vítima, que não queira ser um símbolo exemplar para todo o corpo social daquilo que é inaceitável e que apenas preocupa-se com a integridade, física e psicológica, do agente responsável pelo mal perpetrado, acaba, querendo ou não, tornando-se um mecanismo de fomento das rivalidades miméticas no tecido social que podem, cedo ou tarde, acabar culminando numa crise [sacrificial] sem precedentes, onde todos quererão fazer justiça com as próprias mãos num processo onde o corpo societal apenas irá parar quanto sentir de expiou todas as suas frustrações acumuladas. Frustrações de toda ordem, acumuladas por anos e mais anos de leniência, impunidade e bandidolatria de todas as magnitudes. E aí, meu caro Watson, quando esse dia chegar, não vai ter mamãe barriga me dói. O bicho vai ser feio mesmo.

Detalhe: não desejo isso. Não mesmo. Apenas vislumbro algo que, para mim, é ululantemente óbvio e que, se não tivéssemos a perversão ideológica do senso das proporções que impera, principalmente, entre as mentes bem pensantes de nosso triste país, essa tragédia poderia ser evitada. Poderia...

(vii)

NO BRASIL, QUANDO OS CIDADÃOS CLAMAM por uma punição mais rígida para aqueles que praticam crimes ignóbeis, tal clamor, ao ver daqueles que cultuam a bandidolatria, seria apenas uma espécie de crime de lesa-humanidade.

(viii)

TODOS AQUELES QUE REIVINDICAM PARA SI O MONOPÓLIO do bem, acabam, inevitavelmente, praticando o mal nas suas formas mais corruptoras, crendo, sempre, que estão lavorando pela realização daquilo que imaginam ser o sumo bem.

(ix)

MUITÍSSIMAS VEZES, NUMA FREQUÊNCIA MUITO maior que a desejada, as teorias que procuram explicar as causas, próximas e remotas, dum crime, terminam por servir de justificativa sociológica para prática dos mesmos.

COMENTÁRIOS



Sobre o Autor

Cristão católico por confissão, caipira por convicção, professor por ofício, poeta por teimosia, radialista por insistência, palestrante por zoeira, escrevinhador por não ter mais o que fazer e bebedor de café resoluto.