05/04/2017 12:29:00

FUTURO
Audiência Pública em Candói debate sobre reforma previdenciária
O evento contou com a participação de estudantes, sindicalistas e autoridades políticas


(Foto: Divulgação)


Da Redação, com assessoria

Candói - A Câmara Municipal de Vereadores em Candói sediou no último dia 03 de abril uma Audiência Pública com a presença da comunidade, estudantes, sindicalistas e autoridades políticas, onde discutiram sobre a Reforma da Previdência (PEC 287/2016).

Participaram do evento, o prefeito de Candói Gelson Costa, o deputado federal Aliel Machado, deputado estadual Professor Lemos, o sindicalista da FETRAF e também vereador de Coronel Vivida Eder Borba, o advogado e professor universitário João Alberto Nieckars, e os vereadores de Candói, Sergio Vargas, Celso Turok, Zezinho Miss, Valter da Luz, Mauri Belle, José Carlos Modesto, Nilson Rodrigues e o presidente da Câmara Valdir Costa.

Na oportunidade, as autoridades explicaram sobre os prejuízos que esta reforma previdenciária pode causar para a população.

A PEC 287 propõe uma idade única de 65 anos para homens e mulheres, do campo ou da cidade; pretende acabar com a aposentadoria especial para trabalhadores rurais; compromete a assistência aos segurados especiais (indígenas, quilombolas, pescadores…); reduz o valor da pensão para viúvas ou viúvos; desvincula o salário mínimo como referência para o pagamento do Benefício de Prestação Continuada (BPC). Ou seja, de acordo com o que foi debatido, a PEC 287/2016 escolhe o caminho da exclusão social.

Segundo, o prefeito de Candói, Gelson Costa, essas ameaças aos direitos sociais não aconteceriam se tivessem em todo o país Casas de Leis que se preocupasse mais com as causas populares. “Os Direitos Sociais no Brasil foram conquistados com intensa participação democrática, qualquer ameaça a eles merece imediato repúdio”, declara o gestor.

O evento foi mobilizado pelo vereador Sergio Vargas, que contou com o apoio dos vereadores Celso Turok, Zezinho Mis e Valdir Costa.

COMENTÁRIOS