10/11/2017 09:38:00

MINHA CASA MINHA VIDA
Campina do Simão e Goioxim entregam casas a famílias de baixo poder aquisitivo
Projetos receberam R$ 1,5 milhão de investimento


Entrega de casas em Campina do Simão (Foto: Divulgação)


Da Redação

Campina do Simão/Goioxim - Famílias dos municípios de Campina do Simão e Goioxim receberam as chaves da casa própria. Os projetos fazem parte de um trabalho integrado do poder público, dentro dos programas Minha Casa Minha Vida e Morar Bem Paraná e somam R$ 1,5 milhão de investimentos para as localidades.

Em Campina do Simão, 40 famílias carentes que residiam em áreas de risco ou condições precárias foram contempladas. O investimento no projeto, de R$ 1,2 milhão, garantiu que os imóveis fossem repassados completamente de graça para os beneficiados. A deputada estadual Cristina Silvestri prestigiou a entrega.

O prefeito Emílio Lazzareti relatou a emoção das famílias. “É um momento de grande alegria para a população. Essas famílias não tinham condições de sozinhos conquistarem a casa própria.”, disse ele.

GOIOXIM

As nove unidades habitacionais de Goioxim foram entregues a agricultores familiares do município. As novas moradias, construídas nas propriedades dos produtores, receberam subsídios de R$ 28.500 cada. Com os incentivos, as famílias precisarão devolver apenas 4% do valor dos imóveis, financiado em quatro prestações anuais de R$ 285.

Para viabilizar o projeto, o trabalho do Governo Estadual envolveu a assessoria técnica da Cohapar, responsável pela elaboração do plano construtivo e fiscalização das obras. A ação contou ainda com o acompanhamento social da Emater.

A prefeita de Goioxim, Mari Terezinha da Silva, destacou que é uma grande conquista para os agricultores. “São nove famílias que recebem uma casa bonita e organizada, o que traz qualidade de vida”.

BALANÇO

Entre empreendimentos entregues, em construção ou contratados desde 2011 nos municípios gerenciados pela regional da Cohapar em Guarapuava, 4.279 famílias já foram beneficiadas. No período, a região recebeu R$ 173 milhões em recursos federais, estaduais e municipais para o setor de habitação popular.

COMENTÁRIOS