18/05/2017 15:15:00

SUSPENSE
Polícia investiga possível homicídio em Guarapuava
Vítima está desaparecida. Duas pessoas já foram presas


Rubens Miranda Junior, delegado-chefe da 14a SDP (Foto: RSN/arquivo)


Da Redação

Guarapuava - A Polícia Civil de Guarapuava trabalha na investigação de um possível crime ocorrido na madrugada de quarta (17), por volta das 5h da manhã. Duas pessoas já foram presas - no final da tarde de ontem, - das quais, um adolescente.

O caso envolve outras três pessoas. Entre elas, um homem de uma tradicional família guarapuavana, que está desaparecido. Ele também foi baleado.

De acordo com o delegado-chefe da 14ª Subdivisão Policial, Rubens Miranda Junior - segundo informações de um dos envolvidos - a vítima desaparecida e outros dois usuários de drogas, estavam rodando pela cidade, entre às 4h e 5h da manhã de ontem. No carro da vítima, havia refrigerantes e salgadinhos e a intenção, segundo o delegado, seria vender para comprar droga ou abastecer o veículo. A venda foi feita por R$ 9,00. A partir disso, foram até um ponto de venda de drogas, numa casa atrás do 26° GAC. Chegando no local, outros três entraram no carro. Os seis saíram pela cidade, abasteceram o veículo com R$ 20,00 e retornaram à casa. A intenção era conseguir a droga. Como estavam sem dinheiro, os três traficantes pediram para ficar com carro para 'dar umas voltas', o que foi negado. Ainda dentro do carro, um dos traficantes sacou de um arma e atirou no motorista do veículo. Depois, virou e atirou num dos jovens que estava no banco traseiro. Essa vítima foi levada para um dos hospitais da cidade e a outra fugiu entrando num matagal perto do 26º GAC. Os demais e o motorista ficaram na caminhonete. Mais tarde, o veículo foi encontrado na BR-277, sem combustível.

Após investigações, a Civil prendeu dois dos três envolvidos. Eles estavam na casa, onde também foram encontrados um pé de maconha e cocaína. Os presos estão sendo acusados por tráfico de droga e associação ao tráfico. O maior de 18 anos é acusado também por corrupção de menor.

Até às 14h50 desta quinta, a polícia ainda não sabia do paradeiro da vítima desaparecida e não há informações sobre o que aconteceu com ela. “Estamos atrás do terceiro traficante que seria o autor dos disparos”, disse  Miranda à RSN.

Mais informações a qualquer momento.

COMENTÁRIOS