20/03/2017 17:55:00

SEM PROFESSOR
Por falta de professores, acadêmicos iniciarão série de mobilizações na Unicentro
Curso de Pedagogia é o mais atingido com a falta de 19 professores


Alunos durante reunião nesta segunda (Foto: Divulgação)


Da Redação

Guarapuava - Acadêmicos da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro) iniciarão uma série de mobilizações no decorrer desta semana contra a falta de professores em salas de aula. A decisão foi tomada durante reunião nesta segunda (20).

"O curso de Pedagogia é o mais atingido, pois ainda precisam ser contratados 19 professores para que o mesmo tenha normalidade nas atividades, causando indignação principalmente por parte dos estudantes que têm sua formação profissional comprometida", disseram os acadêmicos Vladimir Alves e Jislaine Pires. Além de Guarapuava, há falta de professores colaboradores nos campi de Pitanga, Laranjeiras do Sul, Chopinzinho, Coronel Vivida e Prudentópolis.

Conforme dados informados pelo Setor de Humanas Letras e Artes (SEHLA), não foram renovados contratos de 115 professores, perfazendo um total de 4.600 horas de Ensino, Pesquisa e Extensão que não podem ser efetivadas.

O reitor da Universidade Estadual do Centro-Oeste (Unicentro), Aldo Bona, participa de reunião com o governador Beto Richa, nesta terça (21), junto com os demais reitores das sete universidades estaduais do Paraná. A pauta deverá incluir a nomeação de professores e agentes universitários aprovados em concurso e que são vagas ofertadas para reposição de pessoal, bem como a autorização de carga horária para a contratação de professores colaboradores (leia mais AQUI).

 

COMENTÁRIOS