29/09/2016 16:59:00
Sei lá!



Não sei porque mas hoje estou com saudades de mim. É isso aí mesmo. Saudades de ser livre, solta ao vento, sem me importar com o que pensam ou irão pensar, sem convenções, sem regras, sem compromissos, sem dogmas. Saudades de andar com os pés descalços, de sentir a água gelada escorrendo da cabeça aos pés num banho de cachoeira descompromissado, de sentir o cheiro de chão logo após uma garoa fina molhar a terra. Saudades de ler um bom livro, como “Sidarta” ou a “Erva do Diabo”, por exemplo. Ou quem sabe de vestir aquele velho casaco marrom e sair por aí. Ou ainda de escorregar pelas cores do arco-íris como se fosse um tobogã, “navegar” numa nuvem branquinha tipo um chumaço de algodão.

Enfim! Será saudade? Não seria uma imensa vontade de encarar o mundo, o aqui , o agora, ao estilo de uma calça azul e desbotada, sem lenço e sem documento? Preciso parar e pensar, mas neste momento o ócio fala mais alto. Acho que por ora me contento com sombra e água e fresca, numa rede esticada debaixo das árvores na minha morada.

Sobre o Blog

Cristina Esteche é jornalista, publicitária e fundadora da Rede Sul de Notícias.